Coreografia

Quadrilha junina é criticada por dançar passinho do brega

por Lídia Dias
Reprodução/Instagram
A Evolução Mirim causou polêmica com sua nova coreografia | Reprodução/Instagram

As quadrilhas estilizadas costumam chamar atenção no período junino, seja pela suntuosidade dos figurinos e apresentações elaboradas, seja pelo debate quanto a fidelidade às tradições da época. Neste ano de 2019, uma quadrilha do Recife já está dando o que falar pela inovação na coreografia para este São João. A Evolução Mirim, do bairro de Santo Amaro, causou revolta ao incorporar em seu balé movimentos do ‘passinho’, característico da cena bregafunk.

A evolução Mirim se apresentou, no final de abril, em uma prévia junina com outras 19 quadrilhas, o Pré-Junino, que este ano promoveu sua sétima edição organizada pela Federação das Quadrilhas Juninas de Pernambuco (FEQUAJUPE) . O grupo apresentou a nova coreografia e surpreendeu quando seus integrantes começaram a executar movimentos do passinho.

O vídeo da apresentação foi compartilhado nas redes sociais, inclusive na página oficial da Evolução, e gerou inúmeros comentários. Boa parte deles criticou a mistura de estilos e acusou a quadrilha de descaracterizar as tradições juninas. “Acabando com a tradição, cultura, muito triste ver isso”; “Brincadeira tem limites. Não se pode descaracterizar uma tradição cultural”; “Tão acabando com as danças de São João, que geração é essa”; “Eita no meu tempo tinha dança da vassoura, alavantu, anarriê, era bom demais”; “Fora de contexto e fora do tradicionalismo. Deveriam valorizar o são joão e não desvalorizar dessa forma”; “Falta de respeito com a cultura junina. Isso aí é qualquer coisa, menos quadrilha”.

Comentários