Agreste

MPPE recomenda cancelamento do São João de Santa Cruz do Capibaribe

Órgão solicitou que a Prefeitura do município aplique o dinheiro gasto com o festejo junino na Saúde

por Elaine Guimarães

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou, na última segunda-feira (11), o cancelamento da festa junina em Santa Cruz do Capibaribe, agreste pernambucano. A instituição solicitou à Prefeitura do município que não utilize o equivalente a R$ 3,5 milhões para promover o São João.

De acordo com o órgão, os gastos com a festa deveriam ser direcionados à saúde, já que faltam medicamentos, profissionais especializados e um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) na cidade, que está com as obras paralisadas. O MPPE ressaltou que a gestão de Santa Cruz do Capibaribe convoque novos médicos do concurso, realizado em 2017.

Em nota divulgada à imprensa, a Prefeitura alega que "não há nenhum impedimento administrativo quanto à realização da sexta edição do 'São João da Moda' e que "não consta a ausência de materiais ou insumos necessário ao atendimento médico-hospitalar da população na rede municipal de saúde."

A sexta edição da festa, marcada entre os dias 16 e 29 de junho, contará com atrações nacionais e locais e será financiada, segundo o MPPE, pelos cofres municipais que vêm apresentado dificuldades financeiras confirmadas pela própria prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe.

Comentários