Veterano

Biu Amaro, o sanfoneiro ‘fundador’ do Trem do Forró

Tocando sob os trilhos desde a primeira viagem, o músico já conquistou fãs até de fora do Estado

por Paula Brasileiro
Tocando no Trem desde o início do projeto, Seu Amaro já viu algumas coisas mudarem no passeio
Júlio Gomes/LeiaJáImagens | Tocando no Trem desde o início do projeto, Seu Amaro já viu algumas coisas mudarem no passeio

Sanfoneiro desde os 16 anos de idade, hoje com 70, Seu Biu Amaro já pode ser considerado patrimônio do Trem do Forró. Ele anima os vagões desde a primeira viagem, em 1990, e seu forró já cativou até pessoas de fora de Pernambuco. Cheio de energia e animação, o músico garante não deixar ninguém parado no arraial sob os trilhos. 

Tocando no Trem desde o início do projeto, Seu Amaro já viu algumas coisas mudarem no passeio. Mas ele garante, as mudanças sempre vêm para o melhor: “Todo ano tem mudança. Hoje está bem melhor, tem mais gente e é bem mais animado”. Ele conta que algumas pessoas só brincam no seu vagão e todo o ano fazem questão de viajar junto de sua sanfona: “Tem a turma da Bahia, do Rio de Janeiro, de todos os lugares”, diz orgulhoso.

Em quase três décadas de forró itinerante, o sanfoneiro não esquece de um momento em que passou ‘aperto’ na viagem. Foi quando um dos trens descarrilou, perto do município de Gravatá, saindo dos trilhos. A alternativa foi completar o trajeto, até Caruaru, de outro jeito: “O povo desceu do trem e a gente foi de ônibus. E foi tocando dentro do ônibus”, relembrou aos risos. Prova de que com Seu Biu Amaro, o forró vai literalmente longe. 

 

Comentários