Clicky

Forró na Capital • 24/06/2017 - 22:18 • Atualizado em: 24/06/2017 - 22:23

Público que preferiu curtir o São João no Recife elogia evento

No polo da Lagoa do Araçá, famílias comemoraram os festejos juninos neste sábado (24)

por Martina Arraes
Galeria de fotos: 
Público aprova São João da Lagoa do Araçá Público aprova São João da Lagoa do Araçá Público aprova São João da Lagoa do Araçá Público aprova São João da Lagoa do Araçá Público aprova São João da Lagoa do Araçá Público aprova São João da Lagoa do Araçá Público aprova São João da Lagoa do Araçá Público aprova São João da Lagoa do Araçá
Foto:
Em época junina, é comum os recifenses optarem pelas cidades do interior de Pernambuco como destino. Tradicionalmente, as festas do mês de junho costumam arrastar multidões em municípios como Caruaru, no Agreste, intitulada pelos pernambucanos como "O maior São João do Mundo", além de Serra Negra e Gravatá.
 
Porém, há aqueles que preferem ficar na capital. É o caso da dona de casa Josilene Alves. "Eu sempre passei São João no interior, até por ser de Palmares, na Zona da Mata. Mas resolvi ficar aqui este ano para conhecer e gostei muito. É mais tranquilo e muito animado. Agora vou ficar por aqui sempre", ressalta. Josilene mora no bairro da Imbiribeira e escolheu curtir o festejo junino com sua filha e esposo no polo da Lagoa do Araçá. 
 
Há 15 anos fazendo shows no São João do Recife, o cantor Almir Rouche afirmou, em entrevista exclusiva ao LeiaJá, que na capital a cultura nordestina é mais valorizada do que no interior. "Não em todas, mas a maioria das festas juninas das cidades do interior perdeu muito da cultura, infelizmente. Aqui em Recife não. Não sou contra colocarem atrações de fora para tocar, mas também elas não podem ser maioria", explica.
 
Morando no Recife há apenas dois anos, a técnica de segurança Conceição Viana também optou por passar o São João na capital pernambucana. Viana é de Parnaíba, Litoral do Estado do Piauí. "Peguei o roteiro dos polos da cidade e estou visitando todos. Muito bom! Ano passado passei em Gravatá, gostei também, mas aqui a cultura se destaca mais por causa das atrações regionais. No interior tem mais banda de fora", opina.
 
A funcionária pública Alice Maria sempre passa o feriado junino no Recife. Ela afirma que a escolha é por questão de conforto e segurança. "Aqui estamos perto de casa. Nos divertimos com tranquilidade, conforto e segurança. As programações são sempre muito boas. Eu e minha família gostamos muito", conta.

Comentários