Clicky

ANIMAÇÃO • 21/06/2017 - 14:07 • Atualizado em: 23/06/2017 - 10:31

Mais um polo em Caruaru abre sua programação

O espaço Mestre Galdino Galdino reunirá manifestações culturais da região

por Barbara Brandão
Foto: Divulgação

O São João de Caruaru parece estar longe de acabar. É que nesta quinta (22), mais um polo descentralizado começa a funcionar no Alto do Moura. O espaço Mestre Galdino Galdino reunirá manifestações culturais da região, como Mazurca, Reisado, Maracatu e Bumba Meu Boi. As apresentações ocorrem a partir das 18h, na Praça do Artesão, e seguem até o dia 25. O polo receberá grupos de várias cidades do estado.

O Polo é uma homenagem ao Mestre Galdino, conhecido por sua arte em barro com características surrealistas. Galdino foi contemporâneo de Mestre Vitalino e eternizou, em suas peças, sonhos com personagens mitológicos e, até mesmo, extraterrestes. O trabalho de Galdino é aclamado por críticos de arte, que o consideram único na maneira de usar o barro.

Além do Polo Mestre Galdino, quem for ao Alto do Moura poderá aproveitar para dançar forró no pavilhão do Polo Mestre Vitalino. São 16 atrações em três dias de festa. Os shows começam às 10h e seguem até o começo da noite. Irão se apresentar, na sexta-feira (23), Trio Santa Rosa, Douglas Leon, Erick Moreira, Banda Topazil, Banda Cheiro da Terra e André Lins.

No sábado (24), dia de São João, o polo receberá Juninho Fole de Ouro com Trio Fole de Ouro, Pinga Fogo, Lula Viegas, Jailson Rosseti, Adiel Luna e Azulinho. Já no domingo (25), as atrações são Banda de Pífanos de Caruaru, Banda Alternativa, Leo Domingos, Renovação Nordestina, Cara de Doido e Cheiro de Sanfona.

Cultura – O turista que visitar o Alto do Moura poderá, ainda, conhecer os 18 ateliês de artesãos, espalhados nas principais avenidas do bairro. Os locais estão sinalizados. Os visitantes poderão conhecer as obras em barro que consagraram o Mestre Vitalino e o Mestre Galdino. Os turistas poderão, também, adquirir peças dos artesãos que estão à venda em vários pontos.

A Casa Museu Mestre Vitalino, antiga residência do artesão, abriga objetos pessoais e réplicas do trabalho dele, reproduzidas pelo filho, Severino Vitalino, que administra o espaço. As peças de Vitalino são inspiradas em costumes nordestinos, como as lavadeiras, a vaquejada, o violeiro e o retirante. O museu funciona na Avenida Mestre Vitalino, nº 281, de segunda a sábado, das 8h às 17h, e no domingo, das 9h às 13h.

Já o Memorial Mestre Galdino expõe peças originais e poesias escritas pelo artesão. O acervo do memorial conta, ainda, com fotografias e textos sobre a vida do artista, que foi contemporâneo de Mestre Vitalino. O destaque nas obras de Galdino são as expressões das peças, consideradas surrealistas. O memorial funciona na Rua São Sebastião, sem número. O local é aberto à visitação de segunda a sábado, das 8h às 17h, e aos domingos, das 9h às 13h.

Polo Mestre Galdino

Quinta-feira (22)

18h - Boi Tira Teima
19h - Boi Nelore
20h - Mestre Jujuba do Coco

Sexta-feira (23)

18h - Boi Mimoso
19h - Boi Teimoso

Sábado (24)

18h - Boi Turino
19h - Reisado do Alto do Moura
20h - Mazurca Pé Quente do Alto do Moura.

Domingo (25)

18h - Boi Mimado
19h -Maracatu Alto do Moura
20h - Orí. Cia. De Dança

Polo Mestre Vitalino

Sexta-feira (23)

10h - Trio Santa Rosa
11h – Douglas Leon
12h20 - Erick Moreira
13h40 - Banda Topazil
15h – Banda Cheiro da Terra
16h30 - André Lins

Sábado (24)

10h - Juninho Fole de Ouro com Trio Fole de Ouro
1h30 – Pinga Fogo
12h50 - Lula Viegas
14h10 - Jailson Rosseti
15h30 - Adiel Luna
16h50 – Azulinho

Domingo (25)

10h - Banda de Pífanos de Caruaru
11h – Banda Alternativa
12h20 - Leo Domingos
13h40 - Cara de Doido
15h - Renovação Nordestina
16h30 - Cheiro de Sanfona.

Comentários