Clicky

Violência • 20/06/2017 - 16:40 • Atualizado em: 20/06/2017 - 16:51

Suspeitos de matar jovem no Parque do Povo são identificados

por Iluska Cavalcante

Os quatro suspeitos de estarem envolvidos na tentativa de assalto que resultou na morte de um vendedor durante o show do cantor Wesley Safadão, no Parque do Povo, em Campina Grande, foram identificados pelas câmeras de segurança do circuito interno do evento (veja o vídeo aqui). A vítima era Davson Oliveira, de 30 anos, que morreu esfaqueado por um dos suspeitos, na madrugada da última segunda-feira (19).

O amigo da vítima, que estava presente no momento do crime, reconheceu os suspeitos através do vídeo que foi analisado pelas polícias Civil e Militar.

O jovem sofreu uma tentativa de assalto enquanto saía de um banheiro químico, localizado atrás da Pirâmide do Parque do Povo, quando foi esfaqueado no pescoço ao dizer que não tinha objeto de valor e tentar se distanciar para voltar ao local em que estava acompanhando o show.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi chamada e realizou os primeiros socorros, mas o rapaz morreu antes mesmo de chegar ao posto de saúde localizado no Parque do Povo.

O comandante de Policiamento Regional I, coronel Almeida Martins, comentou que a superlotação do Parque do Povo prejudicou a atuação da polícia em identificar os suspeitos. Com capacidade máxima para 21.177 pessoas, segundo a Polícia Militar, havia cerca de 35 mil a 40 mil pessoas no show de Wesley Safadão.

Em nota, a empresa Aliança, responsável por organizar e administrar a festa, lamentou a morte do jovem e informou que continuará dando suporte às polícias Militar e Civil através de monitoramento eletrônico por câmeras e revistas nas entradas. Além disso, a empresa enfatizou que o trabalho de vigilância é obrigação do Governo do Estado. “Como está estabelecido na Constituição Federal, no seu artigo 144, o trabalho de vigilância ostensiva é obrigação do Governo do Estado, por meio da Polícia Militar”, diz a nota.

Comentários