Clicky

Denúncia • 12/06/2017 - 19:06 • Atualizado em: 12/06/2017 - 19:41

Outra pessoa diz ter sido agredida por seguranças no São João da Capitá

Além do casal, Rafaela e Fellipe, Jamerson afirma ter sofrido agressão dos seguranças do evento

por Martina Arraes
Jamerson teve o supercílio cortado durante a agressão Foto: Cortesia

Após o LeiaJá divulgar o caso de agressão de um casal, na última sexta-feira (9), durante o São João da Capitá, realizado no Classic Hall, uma outra pessoa entrou em contato a reportagem para contar que também havia sido agredido no evento.

“Por volta das 5h eu e meus amigos estávamos comprando bebida quando os seguranças chegaram nos empurrando. Eles falaram que a festa já havia acabado e a gente tinha que ir embora”, explica Jamerson Moura. Durante as agressões, Moura levou um corte abaixo do supercílio e perdeu seu relógio. “Além deles me baterem muito, meu relógio sumiu. Não sei se fui furtado ou se caiu do meu pulso, mas fui lesado”, conta.

A vítima afirma ter passado mais de uma hora tentando acionar por telefone alguma viatura da polícia militar, mas não conseguiu. Seu pai teria buscado no local do evento e levado para a delegacia de Santo Amaro - mesma delegacia que o casal agredido prestou queixa -, antes mesmo de seguir para o hospital. “Eu quis ir direto para a delegacia prestar queixa. Lá dei meu depoimento, fiz exame de corpo de delito e em seguida fui ser atendido num hospital”, detalha.

A assessoria de imprensa do evento informou que haverá uma reunião ainda esta semana com a empresa de segurança contratada para a festa, a AK Segurança, para apuração das denúncias. A assessoria ainda afirmou que trata-se de uma empresa que já prestou serviços em outras edições do São João da Capitá e que nunca houve nenhum transtorno desse tipo.

Comentários